Edição anterior (1577):
quarta-feira, 06 de março de 2019
Ed. 1577:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1577): quarta-feira, 06 de março de 2019

Ed.1577:

Compartilhe:

Voltar:


  Tecnologia

 

 Durante a reunião, que aconteceu na última quinta-feira , o grupo empresarial apresentou as demandas

Serratec apresenta demandas para o Governo do Estado

Empresários do Parque Tecnológico da Região Serrana tiveram primeira reunião com o poder público

Philippe Fernandes

Representantes do Parque Tecnológico da Região Serrana (Serratec) tiveram, nesta semana, a primeira reunião com o novo Governo do Estado. O encontro aconteceu na sede do polo, no Quitandinha, e reuniu empreendedores das três cidades da região e a subsecretária estadual de Ciência e Tecnologia, Luana Abreu; o diretor de tecnologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), Maurício Guedes; e o coordenador do programa Startup Rio, Paulo Espanha.

Durante a reunião, que aconteceu na última quinta-feira (28/3), o grupo empresarial apresentou as demandas para fomentar a capacitação de mão de obra para o setor. De acordo com o presidente do Serratec, Marcelo Carius, a agenda foi positiva.

- Do total de proposições que levamos, 90% tiveram um endereçamento. Eles irão receber um documento nosso, nas próximas semanas, com as principais demandas do setor para que eles possam saber exatamente qual ação tomar. O encontro foi positivo, sentimos que o governo estadual demonstrou interesse em atender os nossos pleitos - disse Marcelo.

De acordo com o empresário, este primeiro encontro entre o setor empresarial, a academia e o poder público garantiu o compromisso com o desenvolvimento tecnológico, com base na região serrana.

- Estamos percebendo uma unidade. Todos estão se juntando em prol do desenvolvimento da região. A partir do momento em que as demandas forem atendidas, começaremos a desenvolver o plano de realização - destacou Carius.

Estiveram presentes representantes das empresas Neki IT, K-Tec, New Group Telecom, além de representantes das três secretarias municipais correlatas à Ciência e Tecnologia, do Cefet Petrópolis, da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Computação Científica do Laboratório Nacional de Computação Científica (FACC/LNCC) e do Mercoserra.

 Formação profissional

Uma das principais propostas é a formação, via Faperj, de cerca de 100 desenvolvedores para a área de sistemas, por semestre, nas três principais cidades da região - Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Além da formação profissional, a iniciativa vai representar, na visão de Carius, uma alavancada na empregabilidade, já que o setor de Tecnologia da Informação apresenta ritmo de crescimento na região.

- O principal motivo para as empresas estarem na cidade é a formação, a mão de obra, e precisamos fazer, cada vez mais, esse trabalho de qualificação - destacou Carius.

Residência de software

Outra proposta é uma residência de software. O projeto seria desenvolvido com estudantes do segundo grau, principalmente de escolas públicas. Um curso de imersão, que não existe hoje no mercado, seria implantado. A duração seria de quatro meses, com mais de 500 horas de atividade e garantia de empregabilidade para quem for escolhidos.

Outras ideias

Outra proposta feita pelos empresários pretende fazer do Serratec o primeiro hub de inovação do Estado. Além disso, há entre as demandas o apoio às empresas na busca de fundos, como o Finep e o BID, para apoio na construção de produtos que tenham como base a inovação, produção de propriedade intelectual com empresas sedimentadas, que possam crescer e gerar empregos de forma consistente e em alto nível.

 


Edição anterior (1577):
quarta-feira, 06 de março de 2019
Ed. 1577:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1577): quarta-feira, 06 de março de 2019

Ed.1577:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior