Edição anterior (1917):
domingo, 09 de fevereiro de 2020
Ed. 1917:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1917): domingo, 09 de fevereiro de 2020

Ed.1917:

Compartilhe:

Voltar:


  ENTREVISTA
 

Serviços online mudam dinâmica de atendimento no INSS

Em entrevista ao Diário, gerente da agência de Petrópolis falou sobre a plataforma digital

Philippe Fernandes


 A tradicional cena de lotação na unidade do Instituto Nacional de Seguridade Social, entre a Rua Barão de Teffé e o Bosque do Imperador, tende a se tornar cada vez menos comum. Isso se deve a uma mudança de perfil gerada pela evolução tecnológica: com a criação da plataforma online "Meu INSS", que pode ser acessada pelo computador ou por smartphones, a maior parte dos serviços é disponibilizada de forma remota, e o cidadão não precisa mais se deslocar para realizar o atendimento presencial. Em entrevista ao Diário de Petrópolis, o gerente executivo do Instituto para a Região Serrana, Fernando Mascarenhas (foto), falou sobre o serviço e abordou várias questões referentes à Previdência Social no município.

Sobre o "Meu INSS", Mascarenhas destacou que, antigamente, o atendimento era essencialmente presencial: o cidadão precisava ir a uma unidade física para fazer requerimento, receber alguma documentação, ou até mesmo para que um processo pudesse ser realizado. Agora, há um portal de serviços e atendimentos com praticamente todas as possibilidades. O segurado só precisa ir na agência se solicitado, para apresentar algum tipo de documentação que não havia sido informada; ou no caso de perícia médica, que ainda precisa ser realizada presencialmente.

- A pessoa requer uma aposentadoria. Se ela tiver as condições exigidas, independente das regras, dentro do sistema, tem o benefício concedido na hora, automaticamente, online. O mesmo acontece com o auxílio-maternidade. Outro serviço importante que é oferecido pelo "Meu INSS" é o extrato de benefício - importante para ações como, por exemplo, pedir empréstimo ou para o idoso viajar gratuitamente em ônibus interestaduais - disse Mascarenhas.

O gerente executivo destacou que o "Meu INSS" também é importante para que o contribuinte possa simular quanto pode receber por benefício, e também se a empresa empregadora está depositando corretamente os descontos de salário.

- A plataforma tem um conjunto de situações que permite simular quanto o segurado pode receber por benefício. Antes, a pessoa tinha que ir à agência, ser atendido pelo servidor, o serviço demorava e nem sempre era perfeito. Agora, a partir do momento que você "logou" e colocou as suas informações, aparece o tempo de contribuição computado. O banco de dados a respeito da vida laborativa está de fácil acesso, não é mais necessário perder horas e dias tentando e não conseguindo resolver um problema - afirmou o gerente do INSS na cidade, alertando que estas informações são disponibilizadas pelos empregadores.

Em alguns casos, prova de vida pode ser agendada

O gerente executivo do INSS para a Região Serrana também fez importantes esclarecimentos a respeito da Prova de Vida, um assunto que nem sempre é conhecido pelos aposentados. O procedimento é uma exigência feita para evitar fraudes, marcado de acordo com o banco de origem do benefício. Quando o aposentado vê uma mensagem na tela do caixa rápido ou no extrato bancário, ele deve ir a um guichê de atendimento, durante o expediente da agência, com documento de identidade e cartão magnético. O atendente recolhe os dados. Se o segurado não fez esse procedimento dois meses após o aviso, ele pode se dirigir ao INSS. Caso o beneficiário não tenha ido à agência seis meses após, o benefício fica bloqueado, e a pessoa precisa ir ao INSS. Mas há várias ações que facilitam o processo, especialmente em alguns casos.

- Se uma pessoa aparece na agência de ambulância ou andador, é por falta de informação. O ideal é que a pessoa vá ao banco, até porque ela já sai com dinheiro na mão. No entanto, há uma instrução normativa que permite o agendamento presencial, pelo "Meu INSS" ou pela central 135, em caso de dificuldade de locomoção ou para pessoas acima de 80 anos. Além disso, o aposentado também pode dar uma procuração para outra pessoa fazer a Prova de Vida, em casos de locomoção reduzida, pessoas acima de 80 anos, doença contagiosa ou para quem está fora do país - disse.

Mascarenhas destacou que a Prova de Vida ainda não é feita pelo "Meu INSS", mas o atendimento online está em fase de testes, por meio do aplicativo para celulares e o uso da impressão digital - um convênio com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permitirá o acesso ao banco de dados.

 BPC pode ser requerido nos CRAS

Fernando Mascarenhas é o gerente do INSS para 11 municípios da região serrana. Uma ação pioneira no município e que deve se espalhar para as outras cidades é a assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com as Prefeituras. Em Petrópolis, a medida permite que o cidadão possa requerer o Benefício de Prestação Continuada (BPC) nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS). O BPC, previsto na Lei Orgânica de Assistência Social, garante renda de um salário mínimo para idosos e pessoas com deficiência que não conseguem se manter e não têm como ser mantidos pelas famílias.

- Com isso, o atendimento é ampliado. O importante é a pessoa saber que tem a oportunidade de acessar o serviço. A Prefeitura vai disponibilizar o espaço. A pessoa vai ao local, apresenta os documentos, e tudo será enviado para o INSS, que irá analisar os pedidos - disse.

Para outros locais, o acordo deve ser ainda maior: os CRAS deverão atender todos os serviços da Previdência Social. Isso se explica, uma vez que a região serrana tem municípios pequenos, afastados dos grandes centros e sem agência do INSS, mas com grande extensão territorial. Por isso, a descentralização do serviço.

- Por exemplo: a agência mais próxima de Santa Maria Madalena funciona em Cantagalo. O transporte demora muito. Com a instalação do serviço na Prefeitura local, nós garantimos comodidade e aproximamos o munícipe do INSS, que é o nosso objetivo, facilitar, uma vez que os serviços estão remotos - justificou.



Edição anterior (1917):
domingo, 09 de fevereiro de 2020
Ed. 1917:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1917): domingo, 09 de fevereiro de 2020

Ed.1917:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior