Edição anterior (2370):
sexta-feira, 07 de maio de 2021
Ed. 2370:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2370): sexta-feira, 07 de maio de 2021

Ed.2370:

Compartilhe:

Voltar:


  Covid-19

Teresópolis volta a ter leitos de UTI disponíveis

Foram quase dois meses com ocupação total de leitos, com poucos dias de exceção

Wellington Daniel

 

Após quase dois meses sem leitos de terapia intensiva disponíveis, Teresópolis começa a apresentar uma situação melhor nos últimos boletins. De acordo com a prefeitura do município vizinho, a cidade voltou a ter vagas na UTI destinada ao tratamento de covid-19 no dia 1 de maio e permaneceu até a última atualização antes do fechamento desta matéria, na tarde do dia 5.

Desde o dia 4 de março que o município não possuía leitos de UTI. Nos dias 16 e 17 de abril, duas vagas chegaram a aparecer no boletim. No dia 18 do mesmo mês, caiu para uma. Até que, no dia 19, já não havia vagas novamente. Após esse breve período, a cidade ficou até o dia 1 sem leitos de UTI.

Nesta semana, o boletim mostrou a disposição de um leito no dia 1, número que se repetiu no dia 2. Já na segunda-feira (03), chegou a três vagas, indo para dois no dia seguinte e retornando a três na quarta-feira. Além disso, há 20 leitos clínicos disponíveis, de acordo com os dados da prefeitura.

As medidas restritivas atuais valem até o dia 10 no município. Por lá, a prefeitura determinou que a ocupação dos templos não ultrapasse 30% da capacidade, além de rodízio de CPF para algumas atividades. Há, ainda, restrição para entrada de turistas e os acessos a parques estão proibidos.

Entre os dias 5 de abril e 5 de maio, o município registrou um aumento de 19,1% no número de mortes, de 518 para 617. Já os casos, subiram 13,4%, de 24.360 para 27.624.

 

Nova Friburgo

Ainda na Região Serrana, o município de Nova Friburgo tinha 82% dos leitos de UTI ocupados e 75,90% dos leitos de enfermaria, segundo o boletim de quarta-feira (05). Por lá, a prefeitura determinou toque de recolher entre 22h e 5h da manhã, como o feito aqui em Petrópolis.

Além disso, instituições religiosas só podem funcionar com 20% da capacidade e bares só podem realizar delivery. Atividades como visitas turísticas e cultural e cinemas continuam proibidas.

Entre os dias 5 de abril e 5 de maio, o aumento do número de mortes foi de 39,6%, de 376 para 525. Os casos tiveram alta de 30,4%, de 12.400 para 16.167.



Edição anterior (2370):
sexta-feira, 07 de maio de 2021
Ed. 2370:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2370): sexta-feira, 07 de maio de 2021

Ed.2370:

Compartilhe:

Voltar: