Edição anterior (1674):
terça-feira, 11 de junho de 2019
Ed. 1674:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1674): terça-feira, 11 de junho de 2019

Ed.1674:

Compartilhe:

Voltar:


  Acidente

Um acidente de trânsito a cada 3h30, no fim de semana em Petrópolis

Segundo o Corpo de Bombeiros, entre sexta-feira e domingo foram 19 acidentes

Wellington Daniel

 

O Corpo de Bombeiros realizou um levantamento que mostra que entre sexta-feira (07) e domingo (09) foram registrados um acidente a cada 3h30 na cidade, totalizando 19 acidentes. Ao todo, foram 14 vítimas registradas, entre ferimentos leves e moderados. Em um acidente na sexta-feira, quando um carro capotou na Estrada Umião e Indústria, Posse, as vítimas haviam deixado o local antes da chegada dos bombeiros, o que pode contabilizar mais feridos.

As ocorrências do tipo colisão de veículos foram as recordistas, com 11 casos, sendo cinco entre carro e moto. Dentre os locais com maiores índices, o distrito da Posse se destacou com cinco acidentes no período, quatro deles apenas na sexta-feira, conforme mostrado pela edição de domingo (09) do Diário de Petrópolis.

Para o Comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militar, tenente-coronel Gil Kempers, considera os números elevados e diz que tem a preocupação de reduzi-los, com o fim de evitar mortes e também diminuir os gastos públicos.

- Esse meu acompanhamento de perto se dá pela importância de se aumentar a prevenção deste tipo de acidente. Minha preocupação é que, depois do Maio Amarelo, este tipo de estatística não caia no esquecimento. Existe realmente uma estatística elevada de acidentes de trânsito. É necessário reduzir este tipo de ocorrência, tanto para se evitar mortes, mas também para reduzir o custo deste tipo de evento para os cofres públicos – afirmou.

Sobre relação com bebidas alcoólicas, o comandante afirmou que em alguns casos há sim esta ligação. Kempers também aponta para a má conduta de motoristas como uma das causas para os acidentes.

- Alguns casos estão relacionados a bebidas alcoólicas sim. Mas também há relações com a má conduta dos motoristas, que não respeitam a sinalização, os limites de velocidade e as condições da via. Esses eventos poderiam ter sido evitados se os motoristas se preocupassem em dirigir com segurança – explicou.

A coordenação da Operação Lei Seca do governo estadual foi procurada e informou que atua em todos os 92 municípios do Estado do Rio de Janeiro. Disse ainda que os locais das blitzes não são divulgados antecipadamente e a escolha dos locais é definida de acordo com o número de incidências de acidentes de trânsito.

A Prefeitura disse que mantém durante todo o ano o mote da Campanha Maio Amarelo, realizando palestras e ações educativas todos os meses do ano, além de maio. O executivo reforça, no entanto, a importância da população mudar o comportamento e dirigir de maneira defensiva, obedecendo à legislação de trânsito.



Edição anterior (1674):
terça-feira, 11 de junho de 2019
Ed. 1674:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1674): terça-feira, 11 de junho de 2019

Ed.1674:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior