Edição anterior (2180):
quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Ed. 2180:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2180): quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Ed.2180:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

UPA de Cascatinha retoma atendimentos

 

 

A Unidade de Pronto Atendimento – UPA Cascatinha retomou hoje (29), às8h, os atendimentos normais, ou seja, com capacidade total. Isso significa que o espaço não está mais destinado apenas a pacientes com covid-19. O local pegou fogo no dia 17 de agosto deste ano e depois passou por obras de recuperação.

De acordo com a prefeitura a unidade terá escala de plantões com três médicos clínicos e dois pediatras, 24 horas por dia. Foram reabertas as salas amarela e vermelha, locais de urgência e emergência. A UPA Cascatinha retoma, ainda, atividades dos setores de raio-X, laboratório de análises clínicas, salas de sutura e eletrocardiograma. Uma ambulância UTI Móvel também está à disposição das equipes médicas para possíveis transferências de pacientes para outras unidades.

As obras de recuperação da unidade tiveram início em setembro devido a um princípio de incêndio no local. No trabalho foi substituída toda a rede elétrica interna da unidade. As equipes começaram a mobilização do trabalho desmontando as partes afetadas pelo fogo e limpando o local para a entrada do novo cabeamento. A previsão contratual relativa à duração do trabalho havia sido estipulada, inicialmente, em 60 dias corridos. Devido à urgência da obra, todo o processo foi concluído em apenas 33 dias.

A unidade havia sido temporariamente desativada para que todos os acertos necessários pudessem ser feitos. Na época, pacientes contaminados com o novo coronavírus foram prontamente transferidos para outras unidades hospitalares do município. Devido à pandemia, e para garantir vagas aos usuários infectados na cidade, a UPA Cascatinha havia sido temporariamente transformada em UPA Vermelha, com o objetivo de atender e internar pacientes acometidos pela doença.

No incêndio, combatido por funcionários treinados da unidade, nenhum equipamento foi perdido. A prefeitura informa que o objetivo é de que a UPA Cascatinha volte a funcionar com todos os atendimentos que eram realizados antes da pandemia. Devido ao incêndio, o sistema de saúde deixou de operar temporariamente com 20 leitos específicos aos pacientes da COVID-19. Vale lembrar que o município não sofreu impacto sobre o atendimento e internações devido às vagas disponíveis em outras unidades de saúde e graças à baixa ocupação. Hoje, o índice de internações nas UTI´s do município é de 21.3%.



Edição anterior (2180):
quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Ed. 2180:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2180): quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Ed.2180:

Compartilhe:

Voltar: