Edição anterior (1638):
segunda-feira, 06 de maio de 2019
Ed. 1638:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1638): segunda-feira, 06 de maio de 2019

Ed.1638:

Compartilhe:

Voltar:


  Política

Vereador faz balanço dos 100 primeiros dias

Ex-superintendente de Esportes, Hingo Hammes assumiu titularidade do mandato em janeiro

Philippe Fernandes


 No dia 22 de janeiro, o então superintendente de Esportes e Lazer do município, Hingo Hammes (PTB), assumiu o mandato de vereador. Após pouco mais de 100 dias, o parlamentar concedeu uma entrevista ao Diário de Petrópolis e fez um balanço dos primeiros meses de atuação. De acordo com Hammes, o saldo é positivo: após um período de adaptação sobre o funcionamento do Legislativo, foram apresentados mais de 30 projetos de lei e cerca de 40 indicações legislativas.

Entre as principais proposições apresentadas pelo vereador, está um projeto que amplia os efeitos da Lei da Ficha Limpa - hoje, no município, já é vedada a nomeação condenados em segunda instância para o secretariado de governo. Pela nova iniciativa, que ainda precisa ser votada na Câmara, a medida passará a valer para todos os cargos comissionados. Na mesma linha, outro projeto, que já foi aprovado pelo Legislativo e aguarda apenas a sanção do prefeito Bernardo Rossi, proíbe a indicação de condenados pela Lei Maria da Penha para cargos públicos no Poder Executivo municipal.

- Os dois projetos estão basicamente na mesma linha, que é impedir a pessoa que cometeu algum crime de ter uma função pública. O cara que foi condenado por agredir uma mulher, por exemplo, tem que ficar de fora de todo o processo. E na questão da Ficha Limpa, tem por objetivo de garantir os efeitos da lei, sem deixar brechas para acordos políticos que acomodem fichas-sujas - disse, explicando que o projeto relativo à Lei Maria da Penha foi feito de forma separada por haver legislação específica e como um gesto de homenagem às mulheres.

Outro projeto de lei apresentado pelo petebista tem o objetivo de dar maior planejamento na organização de quatro grandes eventos do município: Natal Imperial, Bauernfest, Exposição Agropecuária e Carnaval. De acordo com o parlamentar, a iniciativa - que já foi aprovada pela Câmara, e depende de sanção do prefeito - garante maior facilidade para a organização dos eventos.

- Nos últimos anos, não apenas neste governo, tem acontecido muitas licitações muito próximas às datas, e isso inviabiliza muita coisa, inclusive torna os eventos mais caros. Precisa dar transparência e favorecer que o prefeito tenha um prazo maior para planejar. Se a licitação for pelo menos publicada com antecedência de 60 dias, o processo acontece de uma maneira mais transparente e a população vai ter um retorno maior disso - disse.

Incentivo para empresas que investem no esporte

Outra ideia do vereador é a criação de uma Lei Municipal de Incentivo ao Esporte, seguindo o exemplo do que já acontece na União e no Estado, oferecendo uma redução nos impostos das empresas que investirem em projetos esportivos. A proposta foi apresentada por meio de indicação legislativa, uma vez que projeto de lei deste tipo só pode ser apresentada pelo Poder Executivo. Reuniões já foram feitas com o governo municipal para que o projeto vá em frente.

- A minha maior preocupação é que esse valor não gere impacto na arrecadação do município, por um lado; e, por outro, que ele repercuta na melhoria da qualidade de vida e da saúde. Quanto mais pessoas praticam atividade física, mais os gastos na saúde caem - lembrou.

Novos vereadores trouxeram oxigenação

Na avaliação de Hingo Hammes, os seis vereadores suplentes, que assumiram os cargos no lugar dos titulares, afastados por investigação de supostas irregularidades, estão trazendo uma oxigenação no Legislativo, atuando para reverter o quadro negativo que os escândalos geraram. O vereador afirmou que, hoje, há um ambiente democrático, com diálogo e debate sobre as propostas apresentadas, de forma saudável.

- A gente vive um momento muito ruim, com esses escândalos todos, mas acredito que esses seis suplentes que entraram conseguiram, aos poucos, mudar essa onda, essa imagem negativa que infelizmente foi construída. Estamos nos esforçando para mudar um pouco isso e mostrar que podemos fazer mais pelo município. A nossa conversa com o Executivo é legal, a oposição consegue dialogar com a base, ponderando os assuntos. É lógico que haverá divergências sempre, mas com diálogo, com democracia, e isso tem acontecido - afirmou.

 



Edição anterior (1638):
segunda-feira, 06 de maio de 2019
Ed. 1638:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1638): segunda-feira, 06 de maio de 2019

Ed.1638:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior