Edição anterior (1787):
quarta-feira, 02 de outubro de 2019
Ed. 1787:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1787): quarta-feira, 02 de outubro de 2019

Ed.1787:

Compartilhe:

Voltar:


  Segurança

Vereadores querem reforço no efetivo de agentes de segurança em Petrópolis

Wellington Daniel

Após furtos a duas lojas em Petrópolis nos três últimos dias, vereadores voltaram a comentar a segurança na cidade. Leandro Azevedo (PSB) e Antônio Brito (PRB) afirmam que há a necessidade de reforço nos efetivos da polícia e da Guarda Civil.

Azevedo afirma que, apesar do bom trabalho que tem sido realizado pelos agentes de segurança, um reforço no efetivo poderá auxiliar a melhorar ainda mais a situação.

- Temos um pedido com a assinatura de todos os vereadores ao vice-governador para que haja aumento no número de policiais em nossa cidade. Já tivemos uma resposta positiva que virá mais agente e viaturas para cá. A mesma situação com a Guarda Civil, que também precisa de um aumento no efetivo. Sabemos que fazem um bom trabalho com o número que tem, mas precisamos valorizar um pouco mais a questão da segurança na nossa cidade – disse.

Já Antônio Brito afirma que é necessário já começar a trabalhar a prevenção. Para ele, a cidade está num estágio que ainda é possível.

- Isso é um sinal para que haja prevenção. Estamos em um estágio em Petrópolis que tem como implementar a prevenção. Há lugares que não tem mais como. Qualquer medida, qualquer viatura a mais, qualquer plantão com efetivo maior a noite, campanhas de prevenção numa combinação entre estado e municípios, pode ajudar – afirmou.

Leandro Azevedo ainda demonstra preocupação com a iluminação pública, principalmente em bairros distantes. Para ele, as questões estão diretamente relacionadas.

- A iluminação está diretamente ligada à segurança. Vemos este problema em várias comunidades, mais afastadas e tem poucas residências onde realizamos cobranças. Também informamos ao usuário o número sobre iluminação pública – afirmou.

 Brito lembra ainda que este é um problema nacional, que reflete na cidade. Também afirma que as empresas precisam reforçar sua segurança.

- É preciso que as próprias empresas disponham do seu efetivo de segurança, tanto pessoas quanto equipamentos. E também ações do Estado. Há uma discussão no Brasil inteiro, principalmente no estado do Rio de Janeiro. E aqueles que cometem os crimes, se encontram uma cidade e uma loja vulnerável, vão assaltar. Vivemos um problema nacional de insegurança, que reflete aqui em Petrópolis – lembrou.



Edição anterior (1787):
quarta-feira, 02 de outubro de 2019
Ed. 1787:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1787): quarta-feira, 02 de outubro de 2019

Ed.1787:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior