Edição anterior (1523):
sexta-feira, 11 de janeiro de 2019
Ed. 1523:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1523): sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Ed.1523:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
 Vida Militar
... e outros assuntos

 Eng. Mil. Jorge da Rocha Santos
amirp.petropolis@gmail.com

 

 

 ANIVERSARIANTES AMIRP  - Dia 13 -  Waldir de Paula,  Angelides da Silva Ennes,  Simone Cherem Peixoto da Silva; dia 15 -  Maria Lúcia Coelho Vieira; dia 16 - Vera Lúcia de Pinho Fernandes; dia 17 -  Armando Sergio Lopes Collares; dia 18 -  Albertina Eckhardt.  A Coluna Vida Militar e a AMIRP parabenizam a todos desejando saúde e felicidades. (foto  - aniversariantes amirp)

 

 APRESENTAÇÃO ANUAL – OP/32º BIL – Os militares da reserva e pensionistas, aniversariantes no mês de janeiro, vinculados à OP/32BIL (ex SIP/32), não se esqueçam da obrigatória apresentação anual até o fim deste mês. (foto   –atenção)

 


 TRECHO FINAL DO DISCURSO PRESIDENTE CASTELLO BRANCO, EM 14 DE MARÇO DE 1967, ÚLTIMA REUNIÃO MINISTERIAL DE SEU GOVERNO -  Não  quis  nem  usei o poder  como instrumento  de  prepotência. Não quis  nem  usei o poder   para   a  gloria   pessoal   ou  a  vaidade dos   fáceis   aplausos. Dele nunca me servi. Usei-o, sim, para salvar as  instituições, defender o princípio da autoridade, extinguir privilégios, corrigir  as vacilações  do  passado e plantar com  paciência  as  sementes  que  farão  a  grandeza do futuro. Usei-o  para enriquecer  o  pais,   preparando-o   para   realizar   a   felicidade  das gerações  de amanhã.

Usei-o para advertir a nação contra a demagogia, alertá-la contra o desenvolvimentismo  inflacionista, preveni-la das  suas  responsabilidades,  pois  somente  assim  o Brasil será suficientemente forte e  lúcido para construir  a  democracia, alcançar o progresso e  preservar  a  independência.

E se  não me foi  penoso  fazê-lo, pois   jamais   é  penoso    cumprirmos  o  nosso dever,   a  verdade    é  nunca   faltarem   os  que   insistem   em  preferir sacrificar   a  segurança   do  futuro   em  troca   de  efêmeras   vantagens do  presente,   bem  como  os  que  põem  as  ambições   pessoais   acima dos   interesses    da   Pátria.     De   uns   e outros   desejo   esquecer-me. Pois  a única  lembrança   que conservarei   para  sempre  é a do extraordinário povo,  que  na  sua  generosidade    e  no  seu  patriotismo,  compreensivo   face  aos  sacrifícios   e  forte   nos  sofrimentos,    ajudou-me a  trabalhar    com   lealdade   e  com   honra   para   que   o  Brasil   não demore  em  ser  a  grande  Nação  almejada   por  todos  nós. (foto  – Castelo Branco)



 GENERAL DE EXÉRCITO EDSON LEAL PUJOL – NOVO COMANDANTE DO EXÉRCITO - Estudou no Colégio Militar de Porto Alegre. Em 1º de março de 1971, ingressou na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, Campinas, SP. Em 1974, ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras, Resende, RJ, sendo declarado Aspirante-a-Oficial em dezembro de 1977. Foi o primeiro colocado de sua turma de cavalaria. Foi também o primeiro colocado de sua turma de cavalaria na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, recebendo por isso a medalha Marechal Hermes de prata dourada com três coroas.

 Como oficial-general, comandou a 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada. Foi Comandante da Academia Militar das Agulhas Negras. Chefiou o Centro de Inteligência do Exército. Em  27 de março de 2013, foi nomeado Comandante da Força de Paz na Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti.  Ao deixar esse Comando, em 15 de março de 2014, o Secretário-Geral da ONU, Sr. Ban Ki-moon, afirmou que sua dedicação, seu profissionalismo e sua liderança contribuíram de grande forma para os esforços de estabilização das Nações Unidas no Haiti. Em seguida, foi nomeado para o cargo de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que exerceu de abril de 2014 a abril de 2015. Promovido a General de Exército em 31 de março de 2015, foi designado Secretário de Economia e Finanças. Alguns meses depois, assumiu o Comando Militar do Sul.  Em 4 de abril de 2018 Assumiu a chefia do Departamento de Ciência e Tecnologia. Hoje, dia 11 de janeiro, assume o Comando do Exército Brasileiro. (foto  - Gen. Pujol)

 

 GENERAL VILLAS BÔAS  -- “O CAXIAS DO SÉCULO XXI” ( Cel.Jorge da Rocha Santos) - Hoje, dia 11 de janeiro de 2019, ocorre a passagem do Comando do Exército Brasileiro. Cumpre-se mais uma etapa da continuidade da instituição verde-oliva: deixa o Comando do Exército o General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas e assume o General de  Exército Edson Leal Pujol. O General Villas Bôas assumiu o Comando do Exército Brasileiro em 5 de fevereiro de 2015. Ao curso de seu comando, com serenidade e estoicismo, conduziu a Força Terrestre, enquanto  as borrascas políticas varriam o Brasil. Firme de atitudes, protagonizou a figura do herói, aquele que não manifesta medo diante de uma situação adversa ou perigosa, que enfrenta o risco, o perigo e a probabilidade do fracasso.

 

 Que enfrenta situações excepcionais, com coragem e bravura, com o objetivo de solucionar situações críticas, tendo como base princípios morais e éticos. Que toma decisões de modo altruísta, sem motivos egoístas que envolvessem sua pessoa, mas a segurança de terceiros.  À frente do nosso Exército, em um momento ultra sensível da história recente do Brasil, no dia 3 de abril de 2018, em seu “twitter” postou a mensagem: “Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais. Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?” - Quem teve ouvidos de ouvir... ouviu.... General Villas Bôas deixa o Comando do Exército e ingressa no Panteão dos Heróis do Exército Brasileiro. (foto 6 – Exército Brasileiro) (foto – General Villas Bôas)

 

“Quero a ordem e a liberdade, mas quando esta perigar, minha espada estará pronta para defendê-la. As dificuldades não me quebrantam o ânimo”.  (General Osório)



Edição anterior (1523):
sexta-feira, 11 de janeiro de 2019
Ed. 1523:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1523): sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Ed.1523:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior