Edição anterior (1959):
domingo, 22 de março de 2020
Ed. 1959:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1959): domingo, 22 de março de 2020

Ed.1959:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Diário Automóveis
COLUNA

 

 

Como a manutenção do seu carro pode não pesar no bolso?

AutoZ te traz algumas dicas de como se organizar para economizar

"Um carro é como ter um filho", quem nunca ouviu essa frase? São impostos, seguros, trocas de óleo, pneus, verificações de segurança e revisões. Como podemos nos organizar para manter o veículo sempre em dia, com a certeza de que não vai pesar no bolso? O que devo listar e me programar para ir verificando ao longo dos meses? Com qual antecedência devo me precaver de trocas necessárias? São algumas das perguntas que pedimos para o Danilo Ribeiro do CTTI, do Grupo DPaschoal, do qual a AutoZ faz parte, nos ajudar a responder.

Quando pensamos em manutenção de um carro, precisamos entender que fazê-la preventivamente é sempre mais indicado do que a corretiva. Afinal, tudo que cuidamos com antecedência sempre fica mais barato, do que quando já está quebrado. "Pensamos nisso pra nossa casa, pra nossa saúde, e, a verdade é que com um carro não é diferente. A primeira dica que posso dar é: sempre siga a recomendação contida no manual do fabricante. Se você ainda tem um carro novinho ou que está na garantia, terá mais vantagens se organizando pelo manual", orienta Danilo. A segunda dica é para aqueles que possuem um seminovo. "Pelo menos a cada seis meses ou 10 mil quilômetros, faça uma revisão de segurança. Essa dica é de ouro, as visitas à oficina são proporcionais ao quanto você utiliza seu carro. Ou seja, se pouco, você fará revisão duas vezes ao ano, se muito, precisará visitar seu mecânico de confiança mais vezes". Segundo Danilo, com essas duas dicas iniciais, você já poderá economizar significativamente com seu carro.

E com o tempo, no que preciso ficar mais atento? O importante é sempre antes de pegar uma estrada ou a cada 15 dias, verificar a calibragem dos pneus do veículo, sempre em temperatura ambiente ou frios. "Uma segunda e importante orientação é a verificação do nível de óleo do carro uma vez ao mês", reforça. Algo incomum é a verificação dos líquidos do seu carro, como água do radiador e a do parabrisa. Mas, elas também são muito importantes para manter seu carro funcionando em segurança. "Você sabia que manter sempre cheio o reservatório de água do parabrisa, também serve para manter por mais tempo, as borrachas dos limpadores hidratadas? Importante: não permita que na hora de abastecer seu carro o frentista se ofereça para completar o óleo do freio. Ao fazer isso você pode estar ocultando algum problema que exista por lá", comenta Danilo.

Por último, Danilo orienta que sempre que possível, ao parar o carro, você vire totalmente o volante para um dos lados e verifique o desgaste internos dos pneus do seu carro, isso te permite verificar algo que acaba sempre ficando fora da visão. "E claro, nada além do que o motorista ter a percepção de que algo não vai bem. Carro puxando, volante torto, trepidação são alguns sinais", finaliza.

É importante lembrar que deixar para a última hora, ou seja, nas épocas de muito movimento das oficinas como feriados, final de ano e férias, poderá também pesar no seu bolso. Pois, além de ter alguma surpresa, você pode acabar pagando um preço muito alto pela urgência.

         

----------------------------------------------------------------------

ZF apresenta primeiro Freio de Estacionamento Elétrico Dianteiro (Front EPB) da indústria e garante mais espaço interno para carros compactos

· ZF apresenta a primeira tecnologia de Freio de Estacionamento Elétrico Dianteiro (Front EPB)

· O freio de estacionamento elétrico dianteiro é ideal para veículos menores, maximiza a economia e segurança

 

Friedrichshafen – A ZF apresenta o primeiro Freio de Estacionamento Elétrico Dianteiro da Indústria, o Front EPB, e amplia a oferta de sistemas de Freio de Estacionamento Elétrico (EPB) para uma variedade maior de veículos.  Com esta solução, as montadoras podem agora equipar veículos menores com sistemas avançados de freio e com maior liberdade de design interior, sem a necessidade da clássica alavanca de freio de mão ou pedal de freio de estacionamento.

A eliminação da alavanca do freio de mão no cockpit, hoje comum em veículos de maior porte ou em carros premium equipados com Freio de Estacionamento Elétrico (EPB), era considerada muito difícil para os projetistas de carros compactos. Com a produção em série do primeiro Front EPB do setor, a ZF agora permite que essa tecnologia seja instalada em carros menores. Por exemplo, a alavanca do freio manual pode ser substituída por um interruptor compacto, criando maior espaço no interior do veículo. O início da produção em série ocorre atualmente na Coréia e na China.

Manfred Meyer, vice-presidente sênior da divisão de engenharia de segurança ativa da ZF, comentou: “Com esta introdução no mercado, a ZF traz a tecnologia EPB e todos os seus benefícios para as montadoras de carros compactos e populares, que normalmente usam freios a tambor no eixo traseiro. A novidade aumenta o conforto e a segurança para os clientes finais”.

Funções aprimoradas para carros compactos graças ao EPB dianteiro da ZF

Além da finalidade clássica de freio de estacionamento, o EPB também facilita o arranque em subidas, por exemplo, com uma função que impede que o carro se desloque acidentalmente. No trânsito da cidade ou no engarrafamento, o sistema de freios aumenta significativamente o conforto na condução, graças à função de parar e estacionar. Além disso, a maior distribuição de carga estática no eixo dianteiro proporciona maior segurança para estacionar o veículo em terrenos escorregadios.

O Front EPB da ZF elimina os componentes necessários para a operação manual de estacionamento nos freios a tambor e a disco traseiros e requer apenas pequenas modificações nas pinças do eixo dianteiro, integrando os componentes e softwares eletrônicos, necessários na unidade de controle de estabilidade existente.  Desta forma, é possível reduzir ainda mais o peso do sistema de freio de estacionamento manual traseiro. “Trata-se de outro exemplo de como estamos aperfeiçoando os produtos existentes para torná-los mais acessíveis conforme os requisitos do mercado. Desta forma, transferimos as vantagens do produto para veículos de outros segmentos”, Meyer concluiu.

A ZF também foi pioneira na tecnologia de Freio de Estacionamento Elétrico em 2001 e, desde então, mais de 75 milhões de veículos foram equipados com este sistema.

    

 

 

 


Edição anterior (1959):
domingo, 22 de março de 2020
Ed. 1959:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1959): domingo, 22 de março de 2020

Ed.1959:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior